domingo, 30 de agosto de 2009

Questão de escolha.

Somos expostos diariamente a caminhos diversos, e cada escolha resulta numa outra encruzilhada.

Aleatóriamente as decisões são tomadas e entre coerencias e absurdos as opções feitas nos levam à próxima etapa.

Como em outra galáxia eu havia comentado, a vida é como o bebado equilibrista na corda bamba.

Pra lá ou pra cá?

Tanto faz, o caminho que criamos é exatamente aquele que queremos.

Destino é escolher o bar errado, abrir a cerveja ainda quente.

É tudo questão de escolha.

Colher aquilo se planta.

A vida não é injusta, errado foi o caminho tomado lá atrás.

Porque não podemos pegar o retorno?

Não é questão não poder voltar atrás, mas é necessário que se volte na hora certa.

O tempo é o faminto bicho-papão do destino. Voltar atrás é dificil, mas quanto mais escolhas são feitas, maior vai ficar o labirinto.

Saiba esperar a cerveja gelar, ou os doze anos pra abrir o whisky.

Quem come cru tem mais azia.

E o sal-de-frutas da vida custa caro.



Você assume os riscos da sua própria highway, por isso aproveite pra curtir a paisagem.


Perder o controle também é opção.
Seja quem você é, mesmo que esteja na contra-mão.
E relaxa... nessa estrada você pode dirigir embriagado.

Um comentário:

Maria Fernanda disse...

I totally agree...It's true!